Social Icons

Featured Posts

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Dez aeroportos serão privatizados em 2017; veja quais




Meses após a Secretaria de Aviação Civil (SAC) anunciar o leilão dos aeroportos de Florianópolis, Fortaleza, Porto Alegre e Salvador, a lista de terminais a serem concessionados ganhou mais dez integrantes: Belém, Cuiabá, Curitiba, Foz do Iguaçu (PR), Goiânia, Maceió, Manaus, Recife, São Luís e Vitória. Agora, são 14 no total.

Com a atualização do pacote de Michel Temer e seus aliados, a intenção do governo é deixar a operação de aeroportos de médio porte com a Infraero. Os terminais de grande porte serão entregues à iniciativa privada e os pequenos seriam repassados às respectivas prefeituras que, por sua vez, podem leiloar ao setor privado.

Os dez novos aeroportos serão privatizados possivelmente a partir do segundo semestre de 2017. Florianópolis, Fortaleza, Porto Alegre e Salvador receberão investimentos de R$ 6,5 bilhões. Os editais desses quatro terminais serão publicados até o fim deste ano e os leilões devem acontecer até o fim do primeiro trimestre de 2017.

Além da privatização de parte do setor aéreo, dois portos serão entregues a concessões. São eles os de Santarém (PA) e o Terminal Trigo (RJ). São prospectados investimentos de R$ 92,6 milhões no total.

Entre as melhorias destinadas aos aeroportos, estão incluídas a ampliação da pista de pouso e decolagem, do terminal de passageiros e do pátio de aeronaves, construção de novos estacionamentos para veículos, entre outras benfeitorias.

Segundo estimativas da SAC, os quatro terminais, sendo dois no Nordeste e dois no Sul, poderão transportar, juntos, cerca de 100 milhões de passageiros ao ano até 2046 – com exceção de Porto Alegre, cuja concessão será válida por 25 anos, enquanto os demais terão 30 anos. Em 2015, eles movimentaram pouco mais de 27 milhões de pessoas.

Estima-se também a criação de 30 mil postos de trabalho, entre vagas diretas e indiretas.

Fonte: Panrotas

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Maranhão promove cultura popular e destinos turísticos nas Paralimpíadas




Depois do sucesso nas Olimpíadas, o Maranhão voltou a brilhar nas Paralimpíadas dos Jogos Rio 2016, com mais uma participação no espaço Casa Brasil, localizado no Boulevard Olímpico (Praça Mauá), no Rio de Janeiro. Promovida pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur), a presença do Maranhão, neste domingo (11), encantou os visitantes que apreciaram as principais manifestações típicas da cultura popular maranhense, através de dança, música, exposição do bumba meu boi, indumentárias dos principais personagens desse folguedo e material promocional dos destinos turísticos.

As cerca de 18 mil pessoas que passaram pelo Pavilhão 2 no decorrer tiveram a oportunidade de conhecer um pouco mais os encantos da terra de João do Vale. "Essa é mais uma importante oportunidade para promover a cultura e alavancar a visitação aos nossos destinos turísticos. Sem dúvida, a nossa participação na Casa Brasil trará excelentes resultados para o Maranhão", afirma a superintendente de Promoção e Turismo da Sectur, Cristiane Muller.

O aposentado Ubiratan Martins e a esposa Adriana Martins chegaram cedo na Casa Brasil para aproveitar ao máximo todas as possibilidades do espaço. Um dos momentos marcantes para o casal de cariocas foi quando viram de perto a indumentária do Caboclo de Pena, Caboclo de Fita e Cazumbá, que só conheciam pela televisão. "São lindos. É impressionante como o Brasil é bonito e o próprio brasileiro desconhece tantas de suas riquezas, preferindo, às vezes, ir para o exterior. Tudo que estamos vendo nos dá mais vontade de visitar os estados brasileiros", afirma Ubiratan Martins.

Às 10h30 e 16h, dava para ouvir de longe o som das caixas, tambores e pandeirões tocados pelo grupo Mariocas, formado por maranhenses e cariocas radicados no Rio de Janeiro. No auditório, bailarinos, cantores e músicos fizeram o público dançar com o cacuriá, tambor de crioula, bumba meu boi e o bloco tradicional, que depois saiu em cortejo até o pátio externo da Casa Brasil. "Muito bonito e alegre, por isso nos contagiou. Estamos encantados e o Maranhão está de parabéns", ressaltou a estudante Lívia Marques.

Casa Brasil

Na Casa, o Brasil é apresentado por eixos temáticos: diversidade artística e cultural, destinos turísticos, excelência esportiva, legado olímpico, oportunidades de negócio e investimentos, além de algumas das principais políticas públicas de igualdade, inclusão, sustentabilidade e meio ambiente.

“As Paralimpíadas, por serem um grande espetáculo do esporte e com visibilidade mundial, são interessantes para divulgação da nossa cultura e destinos turísticos. Os olhares do mundo continuam voltados para o Brasil e, sem dúvida, temos que apresentar o que o Maranhão tem de mais bonito”, destaca o secretário adjunto de Turismo, Hugo Veiga.

Localizada no Píer Mauá, no Centro do Rio de Janeiro, a Casa Brasil oferece ao público um espaço interativo com programação diária diversificada, no período dos jogos paralímpicos. A estrutura conta com auditórios, lounge, varanda, palco e sala de imprensa. Há ainda espaço para degustações e experiências gastronômicas, que revelam o paladar brasileiro.

Com entrada gratuita, ao longo do período que contempla as Olimpíadas e Paralimpíadas, a Casa Brasil está oferecendo ao público uma programação com shows e eventos culturais, programas de saúde e bem-estar, conferências internacionais, encontros de negócios, seminários, além das atrações permanentes.

A Casa Brasil já foi ponto de referência do país em grandes eventos mundiais, como Copa do Mundo e Jogos Olímpicos em outros países. Nos Jogos Rio 2016, a Casa trouxe um conceito inovador, rico em experiências sensoriais e tecnologias audiovisuais de ponta. O projeto arquitetônico também é envolvente e sua concepção leva o visitante a uma viagem pelas diferentes regiões do país.

Fonte: Sectur/MA

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Parte nova do Aeroporto de São Luís já está aberta ao público.



De acordo com a Infraero, a completa operação da área reformada se dará em poucos dias, faltando apenas alguns ajustes. O aeroporto da capital conta agora com uma nova e moderna sala de embarque muito mais ampla, além de mais duas esteiras de bagagem, 12 novas posições de check-in o que aumentará a sua capacidade de operação.

As reformas deverão aumentar essa capacidade de processamento de passageiros, que atualmente é de 3,4 milhões/ano, para 5 milhões ao ano. A área total do terminal de passageiros passará de 6,2 mil para 11,1 mil m².

Com a ampliação, o Maranhão se qualificará para receber mais visitantes. “Com a reforma do aeroporto, passamos a ser mais uma opção de destino para boa parcela dos turistas nacionais e internacionais que deixaram de procurar o Estado por conta da imagem negativa de falta de infraestrutura. Todos  sabem que o viajante precisa de mais conforto e praticidade tanto na chegada, quanto na saída de uma cidade. Parece que finalmente essa novela chega ao fim.

Quem te viu

  
Quem te vê

 
Fonte: Blog Maranhão Maravilha

ShareThis

 

ATENÇÃO

Matérias, fotos, vídeos e todo o conteúdo particular tem todos os direitos reservados por seus respectivos donos. Se algum conteúdo deste blog é seu e você não quer que seja publicado, mande um email, que seu conteúdo será retirado do blog.

E-mail: arisdomar@hotmail.com